CURSO GRÁTIS, PINTURAS DE RETRATOS A PASTEL SECO




CURSO PINTURA DE RETRATOS A PASTE SECO.



PINTURA PASTEL A SECO

Quando comecei a pintar com pastel seco, já possuía uma longa experiência no óleo sobre tela e no desenho de retratos a lápis carvão. Na realidade para fazer um resumo do meu trajeto pela arte. Comecei trabalhando mais a sério, com uma atitude mais profissional, a partir dos 17 anos, quando participei pela 1º vez de uma exposição colectiva em Salvador, Bahia, Brasil.

Na altura o trabalho que fiz para essa exposição tratavas-se de 2 nus femininos, um dos quais foi vendido por um bom preço, fazendo-me acreditar que aquele era o meu caminho, e que não deveria mim aventurar em nenhum outro trabalho que não estivesse relacionado com as artes. Sempre fui defensor da ideia de que “quem trabalha demais não tem tempo de ganhar dinheiro”, é uma filosofia inerente ao povo baiano.

Essa filosofia explica porque há tantos artistas na Bahia distribuídos em varias áreas artísticas, seja música, pintura, teatro…etc. O povo baiano é por natureza apaixonado pela liberdade. Portanto naquela altura depois de ter vendido o meu 1º trabalho, mesmo sabendo da possível dificuldade que iria ter na profissão de artista, acreditava que por mais difícil que fosse, haveria a paixão pela arte e pela liberdade que compensaria toda a possível dificuldade. Embora não tenha passado por isso, muito pelo contrário, sempre ganhei bem mais do que ganharia se fosse um simples empregado.

A partir desse momento comecei a comprar livros referentes a pintura a óleo, e observa já que era muito comum encontrar artistas baianos trabalhando ao ar livre. passado alguns meses estava realizando exposições individuais em vários centros comerciais de Salvador, que facultavam sem nenhum problema, espaço para manifestações artística.

Ok, agora acabando esse resumo tão longo que já deve esta te chateando, vou adiantar revelando que só passado mais de 10 anos é que experimentei pela 1º vez o pastel a seco. Há 2 tipos de pasteis, o seco e o pastel a óleo.        Quanto ao pastel a óleo, procurei descartar pelo fato de ser mais sujo e pastoso que o pastel seco.

O pastel seco resumisse em um giz de qualidade extra fina permitindo uma mistura perfeita de cores e uma aplicação bem mais suave que o pastel a óleo. Ok, voltando para o papel, depois de te-lo a sua disposição, você deve efetuar o esboço de forma normal como de um retratos a lápis se tratasse, procurando evidentemente não perder tempo com sombras e luzes já que esse será o trabalho do pastel, você deve fazer apenas as linha que definem o rosto.

Depois desse processo, coloco a 1º base de pastel que resumirá a tonalidade total do rosto, geralmente um laranja muito claro que depois será misturado com cores tipo carmim e sienas. Um retrato a pastel quando está sendo executado, depois de concluído a metade do trabalho dar uma sensação aos menos informados que tem tudo para ficar um trabalho grosseiro e indelicado. O segredo está no uso do melhor pincel existente no mundo. “Os dedos” Por incrível que pareça quando começamos a borra com o dedo a pintura, evidentemente de forma suave e experiente, começa a surgir os efeito inerentes ao pastel, suaviza o trabalho e da um efeito aveludado a pele do rosto.

Anildo Motta

 

Angelina Jolie pintura a pastel seco

Angelina Jolie pintura a pastel seco

Patrick Dempsey pintura a pastel seco

Patrick Dempsey pintura a pastel seco

 


 

CURSO PINTURA DE RETRATOS A PASTEL SECO

Olá amigos.

Vamos iniciar o curso de como pintar retratos a pastel seco usando essa técnica maravilhosa que parece ter vida própria. Quando aplicamos camadas e camadas de pastel sobre uma folha durante a execução de um trabalho, as vezes temos a impressão que as coisas não estão correndo lá muito bem, os efeitos iniciais parecem grosseiros e não dar grandes esperanças de que vão melhorar, até que chega o momento de espalhar todas essas camadas sobre o papel usando apenas os dedos para essa execução, e como um passe de mágica o pastel começa a revelar a sua beleza e a sua capacidade de projetar uma imagem usando cores fortes e brilhantes dando vivacidade a pintura. Vou deixar de discurso e vamos partir para a prática.

MATERIAL:

Caixa de pastel seco

Lápis pastel Castanho escuro

Lápis carvão serie 5B X-ato Lenço de papel

Patrick Dempsey Pintura a pastel seco

Patrick Dempsey Pintura a pastel seco


 

1º PASSO.

 

Papel

Você precisa usar um bom papel para esse trabalho, é essencial a qualidade do mesmo para que possa conseguir os efeitos desejados. Ha uma grande diferença de efeitos entre utilizar um papel rugoso e outro liso. Você pode a nível de experiência fazer esse teste para conhecer os efeitos e poder variar na utilização do papel consoante a pintura que desejará efetuar. Quanto ao retrato, para ter um efeito mais delicado, suave e aveludado, devemos utilizar um papel de preferência liso e com uma boa gramagem.

O papel que aconselho para vocês, trata-se do papel que utilizo principalmente nesse trabalho que vamos fazer, é o papel CANSON MI-TEINTES 160.gramas O pastel tem um excelente comportamento sobre esse papel e podemos variar na cor já que é produzido em variadas cores possibilitando você criar diferentes background para o seu trabalho.

Agora com o papel em mão partimos para o desenho do retrato a ser pintado. Quanto ao desenho se você não dispõe ainda de experiência para efetua-lo olhando para a fotografia e copiando diretamente no papel, vocês poderá usar umas das técnicas que apresento em meu site.

A técnica dos quadradinhos que é muito comum e geralmente faz parte do inicio da maioria dos pretendentes ao desenho de retratos, pelo facto de possibilitar um desenho mais técnico e de fácil desenvolvimento. Procure fazer uma fotocopia da fotografia que pretende desenhar em um tamanho A3, é importante que essa fotocopia tenha uma boa qualidade, não se esqueça que ela será a base do seu trabalho portanto faça uma fotocopia em maquinas a laser que costuma fazer esse trabalho com uma boa qualidade fotográfica.
Depois de ter a fotografia sobre a folha de papel A3 apanhe uma régua e comece a marcar pontos a cada centímetros no sentido vertical e horizontal e depois comece a risca-los criando assim vários quadradinhos sobre a fotografia como pode verificar na foto

 

     


      Depois de realizada essa tarefa, faça o mesmo sobra a folha de papel Canson a qual sera pintado o retrato. Se quiser que a fotografia fique maior que a que se encontra na folha A3, só basta aumentar o tamanho dos quadrados, ao invés de utilizar a medida de 1 centimento, pode colocar 1,5cm e isso ocasionará um aumento de 150% no tamanho do retrato, ou procurar no momento em que for fazer a fotocopia, escolher uma percentagem maior para ampliação. Depois de efetuado o mesmo processo sobre a folha canson, deverá partir para o desenho e efectuar, ou, tentar efectuar com a máxima semelhança o desenho e contornos existentes em cada quadradinho que depois de todos preenchido de forma semelhante e fiel, terá você o esboço do retrato completo.

Patrick Dempsey Pintura a pastel seco

Patrick Dempsey Pintura a pastel seco

 

   Você pode usar também usar a técnica do projetor. É uma técnica mais eficaz e simples facilitando o trabalho e o resultado do desenho. Só que para isso você deverá investir algum dinheiro na aquisição desse projetor. É muito fácil encontra-lo na internet por preços razoáveis  A técnica consiste em colocar a fotografia no projetor e lança-la sobre a folha para efetuar o desenho, aparecerá sobre a mesma a projeção do retrato o qual você só bastará ir cobrindo com um lápis para obter todo o desenho. .

 

No meu Curso em DVD de desenhos de retratos a lápis grafite revelo outras formas bem mais simples e eficazes para a elaboração de um excelente esboço. Confirme!

Ok, estamos com o retrato pronto, agora vamos partir para a 2º fase de aplicação do pastel 2º Parte Você poderá adquirir o pastel seco em uma casa especializada em materiais para artes plástica. Tome cuidado na hora da escolha do pastel para que não te forneçam o pastel a óleo, porque tratasse de uma técnica bem diferente a titulo de aplicação. Em breve darei algumas explicações quanto a utilização desse tipo de material.

     Usando um x-ato como pode comprovar na fotografia, você deverá raspar a barra do pastel seco para conseguir um pó que deverá cobrir todo o retrato. Há artistas que aplicam diretamente o pastel sobre o papel sem usar essa técnica. Não gosto de trabalhar dessa maneira pelo fato do pastel quando aplicado diretamente, cria riscos no papel e não consegue dar o efeito macio e aveludado de quando aplicado com a técnica do pastel em pó.

     Com relação a cor dessa barra, poderá ser um rosa bastante claro ou um castanho, ou seja, cores que estão relacionadas com a cor da pele e que após algumas misturas com outras cores conseguiremos dar mais realismo ao retrato. Depois de ter coberto todo o retrato passamos para a parte seguinte.

COLABORE COM A RECOMENDAÇÃO AO GOOGLE. OBRIGADO.

Share

Patrick Dempsey Pintura a pastel seco

Patrick Dempsey Pintura a pastel seco

 
Politica de privacidade
http://anildo-motta.com/sobre/

 

Página 30 de 37« First...1020...2829303132...Last »